Estreia de Inimigos do Povo

Data da Publicação: 12/04/2018

Estreia do espetáculo teatral Inimigos do Povo


A estreia do espetáculo acontecerá no dia 03 de novembro de 2018, às 20 h, no Teatro Guaporé. Além dessa, faremos mais quatro apresentações do espetáculo. A saber:

 

04/11 - Teatro Guaporé, 19 h;

06/11 - Teatro Guaporé, 15 h - Dentro da programação do IV Festival Unir Arte e Cultura da PROCEA;

25/11 - Teatro Guaporé, 19 h - Dentro da programação da II Mostra de Encenações do Dartes/UNIR;

06/12 - Teatro Guaporé, 15 h.

 

Após as apresentações realizaremos um bate-papo com os artistas envolvidos no espetáculo.

 

Inimigos do Povo: Espetáculo teatral contemporâneo (que mistura teatro, teatro de formas animadas, dança, música, vídeos e projeções) livremente inspirado na obra “Um Inimigo do Povo” (1882), do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen. O processo de montagem desse espetáculo iniciou-se dentro do Curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e hoje é uma ação do Projeto de Extensão Trupe dos Conspiradores: pesquisa e prática em encenação e em atuação. Nosso espetáculo traça um paralelo entre as temáticas do texto de Ibsen com acontecimentos político-sociais do Brasil atual. Por meio de Inimigos do Povo conspiramos contra a corrupção, homofobia, hipocrisia, unanimidade, racismo, machismo, partidarismo, intolerância religiosa e de gênero, ditadura, mau-caratismo, fome, reforma trabalhista, reforma da previdência e precarização da saúde e da educação.

O projeto Inimigos do Povo - Trupe dos Conspiradores foi contemplado pelo PRÊMIO DE TEATRO JANGO RODRIGUES – 2017 e tem o apoio do Governo do Estado de Rondônia e da SEJUCEL (Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer). 

 

A Trupe dos Conspiradores conta também com o apoio da FUNCER (Fundação Cultural do Estado de Rondônia), da PROCEA (Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis da UNIR), do Departamento de Artes da UNIR, da Banda Tuer Lapin, da Sol Maior Escola de Música, da Panificadora Kamilly, da ArtS Gesso e da Dydyo Refrigerantes.

 

 

 

FICHA TÉCNICA:

 


Encenação
– Luciano Oliveira

 

Texto – Criação Coletiva (livremente inspirada em Um Inimigo do Povo, de Henrik Ibsen)

Direção Musical, preparação vocal e piano – Jussara Trindade Moreira

Preparação Corporal - Luiz Lerro

Assistência de Encenação, Maquiagem e Projeção de Slides – Sheila Souza

Cenografia – Elcias Villar

 

Assistência de Cenografia e Cenotécnico - Emerson Garcia

 

Execução de Cenografia – Coletiva (Emerson Garcia, Sâmia Pandora, Alexia Dantas, Amanda Souza, Dennis Weber, Jonathan Ignácio, Rafael Brito, Vinícius Brito, Teo Nascimento, Michele Castro, Raoni Amaral, Ádamo Teixeira e Vavá de Castro)

 

Iluminação – Edmar Leite e Raoni Amaral

 

Técnico da FUNCER - Sr. Paulo José Roman

Concepção de figurino - Selma Pavanelli

 

Execução de figurino – Teo Nascimento e Selma Pavanelli

 

Auxiliar de figurino - Michele Castro

 

Direção, produção de vídeo e fotografia – Raissa Dourado

 

Confecção de cases (sacolas de lona) – Ismael Neves

 

Contrarregragem – Vinícius Brito

 

Produção – Flaw Naje

Execução de Trilha Sonora - Rafael Correa

Percussão eletrônica (Marchinha carnavalesca) - Anderson Benvindo 

Diagramação - Leandro Almeida

Assessoria de Imprensa - Emanuel Jadir Siqueira

 

Concepção de Máscaras Larvárias – Luciano Oliveira

 

Execução de Máscaras Larvárias – Coletiva

 

Manutenção de Boneca – Vavá de Castro e Ádamo Teixeira

Elenco - Ádamo Teixeira, Andrelina Paiva, Enderson Vasconcelos, Jamile Soares, Stephanie Matos e Vavá de Castro

 

Elenco coringa - Alexia Dantas, Jonathan Ignácio e Teo Nascimento 

 

Atuação em Vídeo – Andrelina Paiva

 

 

 

MÚSICAS DO ESPETÁCULO:

 

1-      Adoleta (domínio público) – Paródia (criação coletiva da Trupe dos Conspiradores)

 

2-      Mulher Eu Sei - Chico César (Por Caio Prado e Johnny Hooker)

 

3-      Pot-pourri (Marchinha carnavalesca) – Paródia de Aurora (1941), de Mário Lago e Roberto Roberti, e Mamãe eu quero (1933), de Jararaca e Vicente Paiva (Andrelina Paiva, Jamile Soares e Jussara Trindade)

 

4-      Fermento pra Massa – Crioulo

 

5-      Efeitos Sonoros de Cinema

 

6-      Mortem Submersi – Tuer Lapin

 

7-      De nada! – paródia de You’re Welcome (Dwayne Johnson), do filme Moana (Enderson Vasconcelos)

 

8-      País de uma nota só – poesia musicada (trecho), de Carlos Marighella (arranjo para piano e execução: Jussara Trindade)

 

9-      A Terceira Lâmina – Zé Ramalho

 

10-  Lacrimosa - Wolfgang Amadeus Mozart 

 

11-  Água - Uakti

 

12-  Sem título – Uakti

 

AGRADECIMENTOS: A Trupe dos Conspiradores e os artistas de Inimigos do Povo agradecem imensamente: Governo do Estado de Rondônia, SEJUCEL (Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer), FUNCER (Fundação Cultural do Estado de Rondônia), Universidade Federal de Rondônia (UNIR), PROCEA (Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis da UNIR), Departamento de Artes/Teatro, Banda Tuer Lapin, Escola de Música Sol Maior (em especial à professora Sílvia Freire de Carvalho), Arts Gesso, Kamilly Panificadora e Confeitaria (Sr. Ronildo Chaves), Dydyo Refrigerantes, Rodrigo Framil, Fabiano Barros, Paulo José Roman (Sr. Paulo), Andreia Pereira, Yuri Vargas e a todos os demais funcionários do Complexo Teatral Palácio das Artes, Marcelle Pereira, Elcias Villar, Rodrigo Ronkoski, Elizânia Tavares, Rudney Pais, Marcela Bonfim, Adailtom Alves, Junior Lopes, Paky’Op (Laboratório de Pesquisa em Teatro e Transculturalidade), João Branco e a todos do Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do Mindelo, Paulo Santos e Thaiz Lucksis (Associação Cultural Waraji), Jaqueline Luquesi, Dona Antônia, Amanara Brandão, Hitalo Yuri Yamashita, Gilca Lobo e aos integrantes do #depositaSejucel. O encenador Luciano Oliveira agradece com muito amor a todos os artistas que emprestam seus talentos para a existência de Inimigos do Povo.

 

 

 

#InimigosdoPovo #TrupedosConspiradores  #TeatroGuaporé #Funcer #Sejucel #Procea

 

Cartaz